Agroalimentar

A indústria agroalimentar é importante para a estratégia de crescimento da economia local, contribuindo para o aumento dos negócios e emprego e para a autossuficiência alimentar, bem como para a identidade e promoção turística do território. Tem um nível de competitividade já elevado e crescente nos mercados externos e é crescentemente profissional, moderna, digital e sustentável.

Está particularmente orientada para a produção de frutos e vegetais de que são exemplo a produção de Kiwi (verde, arguta/baby, amarelo, vermelho); Mirtilos; Morangos; Maracujá roxo e Cogumelos shiitake e ervas aromáticas. Merece também destaque o setor dos lacticínios associado à produção de queijos.

A Câmara de Santa Maria da Feira está a preparar uma candidatura à ‘Rede de Cidades Criativas da UNESCO’ na área da gastronomia de forma a torná-la elemento central da estratégia de desenvolvimento sustentável de afirmação cultural e da identidade histórica do concelho; dinamizando a cadeia produtiva local, colaborando na distribuição dos produtos locais e endógenos e inseri-los nos estabelecimentos de restauração e na sua comercialização ao consumidor final.




A localização estratégica de Santa Maria da Feira, entre o Porto e o Rio Douro (a Norte), Aveiro e a sua ria (Sul), as serras (Este) e o Atlântico (Oeste), "propicia uma oferta gastronómica rica e diversificada, com clara influência da região de Entre o Douro e Vouga e uma grande diversidade de peixes, carnes e produtos lácteos, bem como vegetais e frutos, muitos produzidos pelos pequenos produtores do concelho”.

A gastronomia desempenha um papel relevante na atratividade de Santa Maria da Feira, sendo uma das componentes essenciais e mais valorizadas da sua oferta turística, destacando-se não só a doçaria, com a Fogaça da Feira – consagrada com a Denominação Geográfica Protegida pela União Europeia, e as suas inúmeras recriações gastronómicas, os Caladinhos ou os Doces de Coimbra; mas também uma gastronomia diversificada e de grande qualidade, com recurso a produtos identitários, disponível nos restaurantes do concelho.