03 Jan 2022

Amorim Cork é a empresa com maior VAB

No grupo das 1.500 maiores empresas do distrito de Aveiro, a Amorim Cork é a que mais contribui para o Produto Interno Bruto (PIB)

A Amorim Cork, S.A., de Santa Maria de Lamas, que ocupa a 4a posição do "ranking" das 1.500 maiores empresas do distrito de Aveiro, é a que apresenta melhor desempenho no VAB (Valor Acrescentado Bruto), em 2020. Recorde- se que este indicador - o VAB - revela o contributo da empresa para o Produto Interno Bruto nacional, sendo que se trata da diferença entre o valor de produção e o valor de consumo intermédio. 

A  Amorim Cork, que se dedica à fabricação de rolhas de cortiça (CAE 16294), obteve, no exercício em apreço, um VAB de 71,29 milhões de euros, mais 9,44% relativamente a 2019, ano em que o VAB foi de 65,15 milhões de euros.

Além disso, a empresa conseguiu ainda, em 2020,279,13 milhões de euros de volume de negócios que, quando comparados com os 281,91 milhões de euros do ano anterior, evidenciam uma quebra de 0,98% na facturação. Nos lucros, a Amorim Cork obteve 28,55 milhões de euros, face aos 27,23 milhões de euros do ano anterior, revelando um crescimento de 4,85% neste indicador.

Neste sentido, é importante referir que as empresas do distrito de Aveiro contribuem com 3,82 mil milhões de euros para o PIB, um valor inferior em 0,55%, quando comparado com os 3,84 mil milhões de euros do ano anterior.

Amorim Cork aposta na tecnologia

A  Amorim Cork implementou, recentemente, a tecnologia Naturity e a Xpur, aplicadas no tratamento de rolhas naturais e micromicroaglomeradas, respectivamente, oferecendo um desempenho de TCA não detectável em várias faixas de preço de vinhos. Saiba que a investigação da tecnologia Naturity começou em 2016, baseando-se nos princípios de dessorção térmica através de uma utilização própria e não sequencial de pressão, temperatura, água purificada e tempo. Não são utilizados elementos artificiais no processo. Já a Xpur melhora a aplicação de CO2 supercrítico convencional desenvolvida há várias décadas, reformulando e actualizando o conceito com tecnologia do século XXI, O novo e inovador sistema da Amorim utiliza apenas 25% da energia e 10% do CO2.

Pódio do VAB
A Bosch Termotecnologia, S.A. é, entre as 1.500 maiores empresas do distrito de Aveiro, a segunda empresa com melhor desempenho no que diz respeito ao VAB, em 2020. A empresa de Cacia registou, no exercício em apreço, um VAB de 61,50 milhões de euros, que, face aos 49,56 milhões de euros alcançados no ano anterior, denota um crescimento de 24,10%.

As empresas do distrito de Aveiro contribuem com 3,82 mil milhões de euros para o PIB, um valor inferior em 0,55%

A empresa, que se dedica à fabricação de aparelhos não eléctricos para uso doméstico (CAE 27520), apurou, em 2020, um volume de negócios de 257,32 milhões de euros, um valor que, quando comparado com os 242,09 milhões de euros de 2019, revela um crescimento de 6,29% neste indicador. Quanto aos lucros, o crescimento foi de 4,85%. Isto porque dos 76,24 mil de euros de 2019, a empresa conseguiu 8,50 milhões de euros no ano seguinte.

O pódio fica completo com a Faurecia - Assentos de automóvel, Lda, que, no ano passado, apresentou o maior VAB, tendo, no exercício em análise, caído em todos os indicadores.

Em 2020, a empresa, que se dedica à fabricação de outros componentes e acessórios para veículos automóveis (CAE 29320), obteve um VAB de 57,40 milhões de euros, um valor 18,03% inferior aos 70,03 milhões de euros de 2019. Em 2020, registou um volume de negócios de 325,75 milhões de euros, um valor também inferior em 8,76% face aos 357,03 mihões de euros de 2019.

Por fim, nos lucros, a Faurecia também apresentou uma quebra, que se cifrou nos 45,32%. Isto porque dos 58,76 milhões de euros de 2019, conseguiu 32,13 milhões de euros no ano seguinte.


Fonte: In, Diario Aveiro - Especial
Política de cookies

Este site utiliza cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.   Saiba Mais

Compreendi