Política de cookies

Este site utiliza cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba Mais

Compreendi

Notícias

Portugal Exportador dá a conhecer os setores que potenciam a exportação
2019-11-25

O Portugal Exportador, uma iniciativa do NOVO BANCO, Fundação AIP e AICEP, arranca já na próxima quarta-feira, dia 27, para abrir novas portas para a internacionalização das empresas portuguesas. Os participantes vão ter acesso a workshops sobre a economia, oportunidades e estratégias de negócio para entrar de forma sustentada nos mercados internacionais.

Nesta 14ª edição do evento, Angola, Espanha e Alemanha são os mercados em destaque pelo facto de serem destinos estratégicos para as exportações nacionais. No decurso do Portugal Exportador irão decorrer ações específicas para dar a conhecer as oportunidades e as formas de estar no mundo dos negócios em cada um deles.

O Portugal Exportador irá incidir sobre três países âncora das exportações, mas vai destacar também três áreas de atividade em que as empresas portuguesas estão a crescer e a dar cartas além-fronteiras. No certame vai ser possível encontrar, no mesmo palco, interlocutores dos setores metalomecânico, agroalimentar e e-commerce.

O dinamismo que o setor metalúrgico e metalomecânico vive é espelhado no crescimento do volume de exportações registado nos últimos anos. Em 2018 foi mesmo atingida a melhor marca de sempre neste indicador, com o setor metalúrgico e metalomecânico a atingir um volume de exportação de 18.334 milhões de euros, o que se traduz uma subida homóloga de 11,3%.

Segundo a Associação dos Industriais Metalúrgicos, Metalomecânicos e Afins de Portugal (AIMMAP), a União Europeia continua a ser o destino mais importante para as vendas no exterior, ao absorver 81,1% do total das exportações. Por países, o destaque vai para Espanha que lidera, seguida da Alemanha, França e Reino Unido que mantém uma evolução positiva, de 4,2%, o que significa que o setor está a resistir aos eventuais efeitos do anunciado Brexit.

Fora da União Europeia, mais uma vez, são os Estados Unidos da América o principal mercado, com um valor de 542 milhões de euros e uma quota de 3%, contornando as políticas restritivas da administração de Donald Trump e as consequências da guerra comercial com a China.

Em 2019 o setor mantêm uma boa dinâmica no acumulados de janeiro a agosto, com as exportações das empresas inseridas na marca Metal Portugal, representadas pela AIMMAP, ascenderam a 12.875 milhões de euros, o que traduz um crescimento de 9,5%. Para este desempenho há que contar com o contributo dos principais mercados destino das exportações: Espanha, Alemanha e França, seguidas a alguma distância pelo Reino Unido. A Itália é o quinto mercado de exportação do setor. A AIMMAP antecipa ainda que, face aos números atingidos até ao momento, é razoável perspetivar-se que 2019 venha a registar valores extraordinários de exportações. É expectável, de acordo com a associação, um recorde com valores superiores aos 19 mil milhões de euros.

A inovação no setor agroalimentar tem resultado na conquista de mercado nacional e expansão no estrangeiro. A importância que este setor tem na balança comercial do País faz com que este também presente no palco do Portugal Exportador. Entre as iniciativas relacionadas com o agroalimentar haverá, no workshop sobre o mercado de Angola, espaço para debater o setor, sob o tema "A importância do agronegócio para o desenvolvimento sustentável de Angola”.

Em declarações recentes sobre o Portugal Exportador, o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, lembrou que aquele que é considerado o terceiro maior setor exportador do País registou um aumento nas vendas no exterior de 56% de 2010 para 2018. A explicação para este desempenho resulta, por exemplo, da aposta na diversificação dos países de destino.

Transformação digital é uma ferramenta de crescimento

O e-commerce também terá um lugar de destaque na agenda no evento dedicado à internacionalização. Os desafios trazidos pela transformação digital, que é hoje uma das ferramentas de crescimento no mercado doméstico e internacional, fazem com que o e-commerce seja um tema incontornável no Portugal Exportador. Nesta fase, de acordo com dados da ACEPI – Associação da Economia Digital, Portugal detém a 19ª posição dos 28 países da União Europeia no índice da economia e da sociedade digital, pelo que ainda há algum caminho para percorrer.

Ainda assim, a penetração do comércio digital no País é cada vez mais uma realidade. De acordo com o Estudo Anual da Economia e da Sociedade Digital, da ACEPI, as compras efetuadas pelos consumidores portugueses, através do negócio ‘business-to-consumer’, atingiu os 5,5 mil milhões de euros, em 2018, o que representa cerca de 3% do PIB. A meta, para 2025, é que este valor atinja os 9,7 mil milhões de euros.

No mesmo estudo conclui-se que, 74% das grandes empresas portuguesas acreditam que entre os benefícios da transformação digital está a inovação dos produtos ou serviços. E para 56% a expectativa é a de envolver e fidelizar os clientes.

A partir das 9 horas, do próximo dia 27, o Portugal Exportador abrirá portas para reunir no mesmo espaço empresas, empreendedores, especialistas onde as oportunidades e estratégias de internacionalização serão o tema forte.

Este ano foi criado um momento novo que promove o networking e o coaching. Trata-se do ‘Meet The Leaders’, uma iniciativa do Link To Leaders em que, ao longo do dia as PME poderão reunir com ‘business angels’, especialistas nos mercados de Angola, Alemanha ou Espanha e ouvir conselhos para as suas estratégias de internacionalização.

Para quem pretenda avançar com a expansão do negócio ainda é possível fazer a inscrição no site do evento www.portugalexportador.pt.

No próprio dia também é possível fazer no local do evento, no Centro de Congressos de Lisboa.




In, Dinheiro Vivo
voltar