Notícias

Norte do País precisa de 500 a 1000 novos talentos para tecnologia
2017-09-21

Porto Tech Hub revela que o Brexit está a empurrar empresas para a região, mas falta mão de obra compatível com a procura.

A Porto Tech Hub, associação lançada há três anos com três empresas tecnológicas e o objetivo de criar escala e atrair talento para a Invicta, está a registar um "aumento do interesse de investidores que querem instalar-se na região” e o "Brexit está a ser responsável por oportunidades muito interessantes de investimento” que só em 2018 serão desvendadas.

"Estamos a atrair mais investimento do que os recursos humanos existentes permitem desenvolver”, revelou Paula Gomes da Costa, presidente da Porto Tech Hub. Anualmente, na região, "faltam, no mínimo, entre 500 e mil novos licenciados na área da programação informática”. Para ajudar a mudar este panorama, as empresas juntaram-se e, através da Porto Tech Hub e do Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP), vai arrancar na próxima semana a primeira turma do programa "Switch”.

"Começamos com uma turma de 29 alunos, licenciados noutras áreas, que serão reconvertidos e, dentro de um ano, serão recebidos nas nossas empresas para estágio profissional. Ainda é uma gota no oceano, mas é o pontapé de partida e acreditamos que, com o ISEP, teremos capacidade para escalar o programa até outras regiões”, explicou a responsável.

Ainda no ano passado, grandes multinacionais tecnológicas instalaram-se no Porto, como a Natixis e a Euronext, aumentando a concorrência pelos escassos recursos humanos. Há até quem contrate caçadores de talento para recrutar às centenas de cada vez, à porta das faculdades. Dentro da Porto Tech Hub a palavra de ordem é colaboração. E o recrutamento está sempre aberto, seja na Blip, na FMQ, na IT Sector, na Critical Software e até na mais recente associada Bit. Este antigo departamento de sistemas de informação da Sonae MC desenvolve soluções de ponta para o retalho e vai lançar, dentro de dias, o programa Disrupt Retail, convidando as startups a desenvolver as suas novas tecnologias ao lado dos gigantes do comércio.

Estrangeiros na Blip

Uma das fundadoras da Porto Tech Hub, empregadora de centenas de especialistas em informática, tem o recrutamento sempre a decorrer, como noutras empresas do setor, e já tem conseguido fazer regressar talentos emigrados ou estrangeiros atraídos pela qualidade de vida.

100 para a Critical Software

Quem diz recrutar 100 hoje pode dizer 150 amanhã, dependendo dos projetos, diz Nuno Vinagre, diretor de RH. Mais de 500 trabalham na empresa de software, entre o Porto, Coimbra, Lisboa, Alemanha e Reino Unido.

It Sector conquista Interior

Com a inauguração de mais um centro, em Bragança, este mês, a empresa do Porto já conseguiu reter 20 licenciados e está a contratar mais 60 até ao fim do ano.

 Call for startups

A Bit, responsável pela tecnologia da Sonae MC, já tem no ar o site disruptretail.sonae.pt, onde convida as startups a desenvolver tecnologias aplicáveis ao retalho.


In, AICEP
voltar