Política de cookies

Este site utiliza cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba Mais

Compreendi

Notícias

Cortiça em destaque na NYCxDesign 2019
2019-05-27

- Ligne 102, instalação de Bernard DuBois para a Ligne Roset, apresenta a cortiça portuguesa na New York Design Week
- A Corticeira Amorim produziu as peças modulares concebidas por Bernard Dubois em granulado de cortiça
- A parceria com a Ligne Roset, com curadoria da PIN-UP Magazine permite expor o conceito visual ímpar da cortiça e apresentar uma irreverente abordagem da sua textura única.


Um dos jovens arquitetos mais requisitados da atualidade, Bernard Dubois, projetou a instalação em cortiça Ligne 102 para a participação da Ligne Roset, na edição 2019 da New York Design Week, que se realiza até ao dia 22 de maio. Descrita por Dubois como "Windows to the Future”, Ligne 102 destaca-se no showroom de Park Avenue da Ligne Roset, apresentando um conceito visual único e inesperado da cortiça neste evento que é a celebração anual do design e atrai centenas de milhares de participantes internacionais.

O arquiteto desenhou um conjunto de peças modulares com formas que retratam várias épocas da arquitetura, desde o "Palazzo Rucellai de Alberti” de 1451 à "Muralla Roja”, de 1972. A cortiça, composta por granulado natural e granulado de cortiça expandida, foi o material escolhido, reunindo todos os requisitos, tanto estruturais como visuais. O conjunto das peças resulta numa instalação dinâmica, que estará nas montras das lojas da Ligne Roset durante a NY Design Week, destacando de forma inédita o lançamento de novas coleções da prestigiada marca.

A cortiça foi utilizada pelo arquiteto belga Bernard Dubois, que valorizou a leveza, suavidade e naturalidade do material para a criação de uma série de objetos modulares, usando sólidos e vazios para criar formas geométricas de arestas sólidas. O design dos módulos de cortiça baseia-se em elementos arquitetónicos históricos, como arcos, pilares, estruturas semelhantes a pontes, treliças, vigas e sistemas de apoio. Dubois inspirou-se na história da arquitetura - do Palazzo Rucellai de Alberti, o universo pictórico de Giorgio de Chirico; à La Fábrica de Ricardo Bofill, ou à Plaza de los Fueros de Eduardo Chillida e Luis Peña Ganchegui em Vitória. Todas as peças foram produzidas pela Amorim Cork Composites, da Corticeira Amorim.

Bernard Dubois explica: "Esta instalação é concebida como um sistema de elementos modulares e cada elemento lembra uma forma arquitetónica arquetípica. No entanto, o modo como eles se juntam é completamente incomum e não arquetípico. Podem encaixar-se de maneira pouco ortodoxa para criar mesas de café, cadeiras, bancos, paredes ou até partições perfuradas lembrando formas ancestrais de arquitetura”. O arquiteto espera que a sua exploração da cortiça, como um material arquitetónico, evidencie os atributos especiais da cortiça.

Felix Burrichter, editor criativo da PIN-UP Magazine e curador desta iniciativa refere "Dubois sobrevoou as geometrias de séculos de design, comprimindo-as em formas elegantes produzidas num dos materiais mais antigos e mais sustentáveis do mundo: a cortiça."

Para Cristina Amorim, da Corticeira Amorim, "É uma grande satisfação fazer parte deste projeto desenvolvido com grandes parceiros internacionais como a Ligne Roset e a PIN-UP Magazine, destacadas impulsionadoras da criatividade e do design a nível internacional. O desenvolvimento do conceito criativo de Bernard Dubois – um brilhante arquiteto seduzido pela cortiça - permite-nos expor um conceito visual ímpar da cortiça, assim como apresentar uma abordagem irreverente da sua textura natural única.”

Sobre Bernard DuBois:

Com uma abordagem rigorosa e analítica, Bernard Dubois inspira-se nas diferentes tendências para criar uma coerência e reunir o que se opõe na história da arquitetura. Qualquer que seja a natureza do projeto, a vocação da arquitetura de Bernard Dubois é ser informativa, contextual e fundamentalmente cultural. 
A sua arquitetura reflete a sua personalidade: licenciado pela La Cambre em 2009, Bernard Dubois escapou de uma herança familiar de engenheiros e médicos, tendo estudado química e fotografia por três anos. Trabalhou com um ex-associado do Escritório de Arquitetura Metropolitana (OMA) num projeto que visou apresentar uma visão estratégica para o bairro europeu de Bruxelas. Este trabalho foi um verdadeiro trampolim para a sua carreira, que potenciou a sua eleição enquanto representante da Bélgica na Bienal de Veneza em 2014. A sua abordagem dos interiores belgas criou uma base para uma nova gramática arquitetónica.

Sobre Ligne Roset:

A sede da empresa está localizada em Briord desde 1973, tendo evoluído consideravelmente desde então. Jean Roset, Pierre e Michel partilharam a crença que o escritório corporativo deveria ser preservado em homenagem à história da família Roset e de todos aqueles que compartilhavam a evolução da empresa.
Sinônimo de luxo moderno, a marca convida os consumidores a se deleitarem com um estilo de vida contemporâneo e voltado para o design. É conhecida pelas suas colaborações engenhosas com talentos estabelecidos e em ascensão no design contemporâneo.
Os produtos da Ligne Roset são desenvolvidos na fábrica de Briord, em França, onde o controle de qualidade é garantido desde o início até a conclusão. A marca Ligne Roset é estampada em cada produto, representando um símbolo externo de perfeição.

Sobre PIN-UP:

PIN-UP é uma prestigiada revista de arquitetura e design sedeada em Nova York. Foi fundada em 2006 por Felix Burrichter. Regularmente, apresenta entrevistas com arquitetos de renome, bem como ensaios críticos e portfólios de fotografia sobre arquitetura contemporânea, arte e design. Em 2011, a PIN – UP foi premiada pelo Art Directors Club com a Medalha de Ouro para Design Editorial. Em 2013, a PIN – UP publicou o seu primeiro livro, que agrupava entrevistas, uma coletânea de 68 entrevistas retiradas dos primeiros números da revista. 
Além da sua edição semestral impressa, a PIN – UP mantém uma presença on-line bem-sucedida através do pinupmagazine.org, apresentando conteúdo original em forma de artigos, entrevistas e vídeos. A PIN-UP também organiza palestras, jantares, seminários e projetos especiais em colaboração com algumas das principais instituições do mundo (The Met, Palais de Tóquio, Museu de Artes e Design) e marcas de design, incluindo Adidas, Herman Miller, Vitra, Yeezy e B & B Italia e, claro, Ligne Roset.www.pinupmagazine.org


voltar