Notícias

Atrair jovens para a indústria
2018-06-06

Cientes das dificuldades que enfrentam as empresas de calçado, a nível nacional e europeu, no que diz respeito ao recrutamento de jovens trabalhadores para a indústria, a APICCAPS promoveu uma discussão alargada entre jovens e empresas do setor.

O Young Workers Days é uma iniciativa europeia e tem como objetivo principal facilitar e promover a troca de experiências e boas práticas de recrutamento de jovens talentos. A iniciativa, presidida pela Secretária de Estado da Indústria, contou com a presença de dezenas de jovens. Para Ana Teresa Lehmann esta é uma área "extremamente prioritária. Urge aumentar a atratividade e aproximar os jovens da indústria. O setor do calçado é um caso de sucesso; por um lado pelo esforço de modernização e por outro por ser um dos exemplos mais visíveis de inovação na tradição”.

No âmbito do Congresso Internacional da Uitic, no hotel Sheraton, o evento foi dividido em dois momentos distintos. A primeira parte da tarde arrancou com a apresentação do projeto #inmyshoes, por Federico Brugnoli, da Spin 360. Em traços gerais, o projeto europeu tem como objetivo divulgar as potencialidades da indústria juntos dos mais jovens, utilizando para isso fortes campanhas de comunicação (vídeos, redes sociais), bem como através de um concurso europeu de talentos.


Rita Souto, do CTCP, apresentou o painel "Tendências de recrutamento no setor a nível nacional”. Nos últimos 20 anos o peso dos trabalhadores qualificados na indústria subiu de 28% para 57%, sendo que os quadros médios e superiores apenas representam 9% dos trabalhadores. Segundo a dados do Instituto de Emprego, prototipagem, design, produção, qualidade, marketing e engenharia de produto são as áreas do setor onde faltam mais recursos humanos qualificados.


Pedro Sousa (Portdance) e Fernando Silva (Bo-Bell) ambos representantes de empresas de calçado, falaram sobre as principais dificuldades de recrutamento para a indústria. Para o responsável da Bo-Bell a requalificação dos recursos humanos mais antigos é uma iniciativa perentória. Para Ana Maria Vasconcelos, da empresa de malas Vasconcelos & Co. as dificuldades são ainda maiores. "O subsetor dos artigos de pele tem muito trabalho manual, pelo que há uma grande necessidade de recrutar trabalhadores”. Para atrair a atenção dos jovens locais, a empresa de S. João da Madeira abre a produção durante as férias de verão e contrata jovens estudantes. "Para nós é importante que estes jovens percebam como funciona a produção. São colocados lado a lado com trabalhadores mais antigos e começam, desde logo, a aprender a técnica”.

A segunda parte da sessão foi reservada aos stakeholders da indústria (associação do setor, centros de formação, instituições de ensino e formação com potencial de formação no setor, sindicatos, empresas) com o objetivo de conhecer as boas práticas de recrutamento de jovens e políticas de recursos humanos nos vários países europeus.

Em discussão estiveram várias temáticas como o interesse do trabalho. Para Pedro Sousa da Portdance o segredo pode estar na diversificação de tarefas "Parece-me essencial que os trabalhadores, cada vez mais, saibam um pouco de todo o processo produtivo. Certamente fará a diferença na forma como trabalham”.


O projeto

Attracting new skilled workforce for quality jobs in the European Footwear sector é um projeto financiado pela Comissão Europeia e tem como principal objetivo identificar estratégias para colmatar a falta de jovens na indústria. Nesse âmbito deste projeto estão previstos dias dos jovens trabalhadores em países como Polónia, Espanha e Itália. O objetivo destes eventos é, por um lado, valorizar a identidade e imagem do calçado no setor para atrair jovens, por outro facilitar e promover a troca de experiências e boas práticas de recrutamento de jovens e para que se aproximem das necessidades e expectativas dos jovens.

Este projeto visa, ainda, compreender o porquê da dificuldade de atrair jovens para o setor do calçado, identificar possíveis soluções já implementadas na Europa e, entre estas, as boas práticas com elevado potencial de reprodução a nível continental, e atuar diretamente través de uma forte campanha de sensibilização em particular nos países onde o calçado tem muita expressividade e necessidade de mais mão-de-obra.

O projeto tem como principais parceiros a associação italiana de calçado – Assocalzaturifici, a IndustriAll e a Confederação Europeia de Calçado – CEC.


In, Apiccaps
voltar