Política de cookies

Este site utiliza cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba Mais

Compreendi

Notícias

"Aproveitamos horários nobres das redes"
2019-11-20

A sapataria Cláudia M começou a funcionar há quatro anos no centro de Santa Maria da Feira. Aos sapatos juntou roupa e acessórios num catálogo que também está disponível nas redes sociais. Esta visibilidade tem servido para angariar novos clientes e para aumentar as vendas em 40%. "O impacto destas receitas é cada vez maior", começa por explicar Eva Silva, a funcionária que gere a vertente online do negócio. "Acredito que até ao final do ano possamos chegar a uma percentagem de vendas que atinja os 45%. Antes não ligávamos muito às redes sociais, mas apercebemo-nos da vida agitada das pessoas que mal têm tempo para se deslocar à loja".

Inicialmente a empresa começou por fazer uma publicação de dois em dois dias, mas pouco depois os posts já surgiam três vezes ao dia em horários diferentes, principalmente nos de maior tráfego. "Consideramos que entre o meio-dia e a uma hora, das três às quatro da tarde e à noite entre as oito e as nove são os melhores horários. Notamos que há mais pessoas atentas e com maior presença nas redes sociais".

Eva Silva relata a experiência de um micronegócio e demonstra a real necessidade de estar alerta para o fenómeno das redes sociais que vai mudando. "O Instagram tem vindo a crescer muito e já se nota que conseguimos atingir mais pessoas com esta rede do que com o Facebook. Nas publicações tentamos criar diálogo com o cliente e em vez de fazer apenas uma descrição dos artigos questionamos os gostos dos clientes com perguntas sobre os artigos. Também começámos a publicar vídeos e a nossa experiência diz-nos que têm bastante efeito".




In Jornal de Noticias
voltar