Política de cookies

Este site utiliza cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba Mais

Compreendi

Notícias

Amorim & Irmãos, S.A. mantém liderança no VAB
2019-01-23


A empresa-mãe da Corticeira Amorim é a que, no grupo 1.500 maiores do distrito de Aveiro, mais contribui para o PIB nacional

Na 5 ª posição no ranking das 1.500 maiores empresas do distrito de Aveiro, a Amorim & Irmãos, S.A., de Santa Maria da Feira, é a que melhor desempenho tem, em 2017, no VAB (Valor Acrescentado Bruto), um indicador que revela o contributo para o PIB (Produto Interno Bruto) nacional. O VAB é, assim, o valor da produção de uma empresa, sector industrial ou país (sem os consumos intermédios) e a soma dos VAB corresponde ao PIB.

A Amorim & Irmãos, S.A. é a empresa, entre as 1.500 maiores do distrito, que mais contribui para o PIB nacional, com um VAB de 80,46 milhões de euros, um indicador onde cresceu 10,90% relativamente a 2016, ano em que o VAB foi de 72,55 milhões de euros.

Com base nos resultados obtidos em 2017, a corticeira cresceu em todos os indicadores (volume de negócios, resultados líquidos e VAB) face ao ano anterior.

A empresa, que se dedica à fabricação de rolhas de cortiça (CAE 16294), obteve, em 2017, um volume de negócios de 307,04 milhões de euros, o que, comparado com os 275,04 milhões de euros registados em 2016, denotam um crescimento de 11,64% na facturação.

Maior foi o crescimento obtido nos lucros, já que dos 26,84 milhões de euros de resultados líquidos de 2016, a Amorim & Irmãos alcançou 34,65 milhões de euros no ano seguinte, revelando um aumento de 29,10% neste indicador.

Considerando, tal como já referido, que a soma dos VAB corresponde ao PIB, importa salientar que as 1.500 maiores empresas do distrito de Aveiro contribuem com 3,77 mil milhões de euros (mais 8,54% do que os 3,47 mil milhões de euros de 2016) para o PIB nacional, que, em 2017, segundo o Pordata - Base de Dados de Portugal Contemporâneo, foi de 194,61 mil milhões de euros.

Pódio do VAB
A Bosch Termotecnologia, S.A. é, entre as 1.500 maiores do distrito de Aveiro, a segunda empresa com melhor desempenho, em 2017, no que ao VAB diz respeito. A empresa aveirense, registou, naquele exercício, um VAB de 70,82 milhões de euros, um valor 19,93% superior aos 59,05 milhões de euros que haviam sido alcançados em 2016.

Esta empresa realizou, em 2017, um volume de negócios de 273,95 milhões de euros, que, quando comparado com os 229,45 milhões de euros facturados em 2016, denota um crescimento de 19,39% neste indicador económico. A Bosch também cresceu nos lucros (23,32%), que fica evidente ao comparar os 17,63 milhões de euros de resultados líquidos de 2016 com os 21,74 milhões de euros alcançados no ano seguinte.

O pódio do VAB fica completo com a Faurecia - Assentos de Automóvel, Lda., de São João da Madeira, que, em 2017, obteve um VAB de 64,37 milhões de euros, indicador que, quando comparado com os 60,68 milhões de euros de 2016, revela um crescimento de 6,09%.

A empresa, em 2017, registou um volume de negócios de 361,40 milhões de euros, superior em 5,44% face aos 342,76 milhões de euros facturados em 2016.

No que se refere aos lucros, o crescimento foi mais acentuado (110,43%), isto porque dos 43,84 milhões de euros de resultados líquidos obtidos em 2016, a Faurecia apurou 92,26 milhões de euros no ano seguinte. 



In, Diario Aveiro - Especial
voltar